8 de março de 2015

Resenha Instrumentos Mortais: Cidade do Fogo Celestial - Cassandra Clare




Ficha Técnica
Título: Instrumentos Mortais: Cidade do Fogo Celestial
Autor: Cassandra Clare
Páginas: 532
Editora: Galera Record






Até que enfim consegui ler o último livro da série Instrumentos Mortais. Ao conhecer o mundo dos Caçadores de Sombras me apaixonei imediatamente, e não conseguir concluir logo a leitura da saga estava me torturando. Mais eis que aproveitei minha riqueza de final de ano (sqn) e me esbaldei como há muito não fazia com diversas comprinhas no departamento de livros do Submarino.
Instrumentos Mortais foi para mim uma série intensa e maravilhosa, principalmente no que diz respeito ao universo fantástico criado por Cassandra Clare.
O último livro foi tão bem escrito e amarrado que no final me vi torcendo para que Sebastian mudasse e pudesse enfim ser uma pessoa normal e desfrutar do amor de uma família. Me vi também ansiosa para saber sobre o desfecho de Simon, o menino vampiro, mas confesso que o rumo dado ao melhor amigo de Clare não me satisfez, nada claro que comprometesse a qualidade da história a meu ver.
O amadurecimento dos personagens adolescentes foi outro ponto forte do livro. As ações dos amigos passaram a ser mais criteriosas e Clary, Jace, Alec e companhia pararam de agir de forma infantil e começaram a ponderar sobre o caos que seria para todos os seres (inclusive os do submundo) caso Sebastian vencesse a guerra.
Um aspecto que me deixou louca para ler As Peças Infernais foi a autora ter mencionado personagens da referida série. Na minha opinião foi uma ótima sacada por parte de Cassandrinha. Eu que já estava a muito querendo ler os livros fiquei ainda com mais vontade.
Assim como li em algumas resenhas, eu também vou sentir saudades dos Caçadores de Sombras e membros do Submundo, porém pela forma como Cidade do Fogo Celestial acabou, acredito que teremos novas histórias com novos personagens dentro deste mesmo universo.