7 de abril de 2013

In the Flash

"Não é uma Season Finale, é A Season Finale!"
Essa frase tirada do blog TEMPORADA EM SERIE traduz muito bem meu sentimento quanto ao terceiro e último episódio da primeira temporada desta série que retrata os zumbis de forma totalmente inovadora.
O episódio resumiu perfeitamente o sentimento que eu tinha com relação a maioria dos personagens, principalmente Bill. Um homem amargurado, ignorante e que se julgava no direito de equivocadamente realizar o serviço de Deus e da própria justiça humana.
Me deparei em muitos blogs com a polêmica pelo fato do protagonista ser gay, mas a verdade é que essa situação é relegada a segundo plano. O que me deixou realmente emocionada e eufórica com este episódio e com os outros também, foi a exposição da fragilidade humana em quase todas as suas vertentes.
O episódio mostrou muito bem através de cada personagem como nos sentimos em situações extremas e desconcertantes. Como é humano sentir tristeza, mágoa, raiva, superioridade e vontade de vingança. O que nos diferencia é o modo como tratamos esses sentimentos, sendo que muitas vezes conseguimos ter esperança (ou ilusão) em meio ao caos ou simplesmente procuramos culpar a nós mesmos e os que estão ao nosso redor, e as vezes ainda procuramos nos vingar de quem nos tirou o que nos era precioso.
Por fim, não espero a hora de poder assistir a próxima temporada, tomara que não demore muito!